Casa Branca – MG

Acreditamos que um evento cultural gratuito seja capaz de atuar restabelecendo a autoestima da população da região, ao estimular a consolidação de atividades locais (artesanato e culinária), gerar articulações que possam seguir durante o ano (fortalecimento de iniciativas como o crochê das mulheres do Córrego do Feijão) e de promover a união da comunidade ao redor de atividades culturais (como o envolvimento das crianças da Escola Municipal por meio de oficinas anteriores e durante o festival).

Sabemos que as áreas rurais têm encontrado dificuldades em se desenvolver econômica, social e ecologicamente, resultando em  desemprego, diminuição da população, marginalização e perda de diversidade cultural, biológica e ambiental. Este projeto vai de encontro a um crescimento, a nível mundial, dos laboratórios rurais voltados à inovação social, propondo ações fora do ambiente urbano como estratégia regenerativa.

Cada vez mais artistas, pesquisadores e cidadãos têm optado pelo meio rural como território para novas possibilidades de produção criativa, desenvolvimento sustentável e implantação de espaços alternativos de socialização (ecovilas, comunidades alternativas), além de diálogo com culturas ancestrais e terapias integrativas.

Casa Branca Fest pretende ser um catalisador para se pensar Casa Branca não só como um ponto de turismo e habitação “alternativa”, mas como uma referência de fluxo de produção criativa no entorno de BH. Entendemos que a região de Brumadinho tem grande potencial para deixar de ser reconhecida somente como um eixo minerário, para despontar como um eixo cultural.

Pretendemos, com este festival, propor alternativas de desenvolvimento da região por meio da economia criativa – incentivando o turismo ecológico (visitação consciente a trilhas, cachoeiras), a sustentabilidade (novas formas de ocupação espacial e econômica) e a valorização do comércio local.

A primeira edição do Casa Branca Fest trará aos moradores do distrito – e visitantes – uma experiência de contato diferenciado com a arte, apresentando a cultura como um espaço de entretenimento, educação, socialização e reflexão.